RSS
Facebook
Twitter

Seguidores

quinta-feira, 24 de março de 2011


Líderes mundiais reunidos durante o Rio 92



Acostumada a sediar importantes eventos, a cidade do Rio de Janeiro receberá em junho de 2012 a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável. Com o tema “Economia verde, desenvolvimento sustentável e erradicação da pobreza” e em comemoração aos 20 anos da Cúpula da Terra, também conhecida por Eco 92 ou Rio 92, em 1992, no próprio Rio de Janeiro, o evento ganha o nome de Rio+20 e é um dos eventos mais esperados para o ano que vem .


A Rio+20 tem como objetivo renovar o engajamento dos líderes mundiais com o desenvolvimento sustentável do nosso planeta, além de rever os progressos obtidos no cumprimento da Agenda 21 de crescimento econômico e desenvolvimento ambiental (todos estabelecidos na Rio 92). A Conferência suprirá algumas lacunas criadas com o crescimento desenfreado dos países afim de reafirmar o compromisso político dos Estados com a temática de desenvolvimento sustentável.

Serão debatidos a contribuição da “economia verde” para o desenvolvimento sustentável e a erradicação da pobreza, com foco na questão da estrutura de governança internacional nesse desenvolvimento, uma vez que sabemos que os recursos do planeta estão cada vez mais esgotados. Se nenhuma atitude for tomada a curto prazo e limites forem implantados a médio e longo prazo, poderá ocorrer um colapso natural.

Em tempos de extremos eventos climáticos, a Rio+20 tenta encontrar soluções para questões já conhecidas. Aliar o crescimento econômico mundial com o meio ambiente, empregar práticas sustentáveis em países que enfrentam crises econômicas e sociais, focando sempre no crescimento econômico sustentável e justo.

Atitudes precisam ser tomadas para que espécies da fauna não desapareçam completamente, para que os oceanos não expulsem pessoas de sua terra, para que a flora não seja exterminada e para que possamos ter uma vida melhor aproveitando o que a natureza nos proporciona.

Ainda, a Rio+20 vem para tentar amenizar o fiasco da COP-16 (em Cancun) e a COP-15 (em Copenhague) que não resultaram nada de concreto em relação problemas ambientais.

Fonte: http://essetalmeioambiente.com/?p=4652

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

GEOMAP

Usuários OnLine